- 00:00:00
  • Memorial JK

    Museu em memoria ao criador de Brasília

  • Palácio do Buriti

    Sede do Governo do Distrito Federal

  • Câmara Legislativa

    Sede do Poder Legislativo do DF

  • Ponte JK

    Uma das mais lindas pontes do mundo

  • Salto do Itiquira

    A maior cachoeira do Centro-Oeste

  • Pontão do Lago Sul

    Ponto de encontro do brasiliense

  • Congresso Nacional

    Sede do Poder Legislativo Federal

  • Palácio do Planalto

    Sede do Poder Executivo Federal

  • Palácio da Alvorada

    Residência Oficial do Presidente da República

  • Palácio do Itamaraty

    Sede do Ministério das Relações Exteriores

  • Palácio da Justiça

    Sede do Ministério da Justiça

  • Chapada dos Veadeiros

    Cachoeiras - Maravilhas do cerrado

  • Palácio do STF

    Sede do Poder Judiciário Federal

  • Ipê Rosa

    Brasília, a Capital dos Ipês

  • Ipê Amarelo

    Brasília, a Capital dos Ipês

  • Ipê Branco

    Brasília, a Capital dos Ipês

  • Ipê Roxo

    Brasília, a Capital dos Ipês

BRB assina termo de cooperação com SESC e SENAC em Minas

Um dia depois de anunciar sua chegada ao Tocantins, o BRB assina hoje termo de cooperação com o Serviço Social do Comércio (Sesc) e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), de Minas. A ação vem no sentido de ampliar a presença do BRB no Estado e faz parte do projeto de expansão nacional e fortalecimento da Instituição como Banco de desenvolvimento econômico, social e humano.

Reprodução

Além do Distrito Federal, o BRB está presente em nove Estados: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Piauí e no Tocantins.

A parceria com o Sesc e o Senac de Minas Gerais prevê uma maior proximidade do Banco de Brasília com as empresas dos setores de comércio, serviços e turismo do Estado. O BRB vai oferecer ainda condições especiais em serviços e produtos financeiros para os funcionários das duas instituições. O Banco também vai ter uma estrutura de atendimento em Belo Horizonte. O BRB já possui uma agência na cidade mineira de Unaí.

O BRB tem, desde setembro, firmado parcerias com diversos setores econômicos como parte de sua estratégia de expansão nacional. A ênfase tem sido as regiões do Centro-Oeste e do Nordeste. Acordo semelhante ao que será assinado nesta terça-feira  já foi estabelecido com a Confederação Nacional do Comércio (CNC), e com a Fecomercio do DF, do Piauí e de Tocantins.

“O BRB trabalha para transformar a Instituição em um Banco de fomento, de desenvolvimento econômico e social. Nosso objetivo é gerar emprego, renda, colaborar com a economia e, de fato, melhorar a vida das pessoas”, afirma o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.  Ele reforça que o planejamento do BRB em 2020 é focado na expansão nacional por meio de importantes parcerias, além do lançamento, nos próximos meses, do Banco Digital.

Com informações da Assessoria de Comunicação do BRB

A Câmara Legislativa devolveu R$ 54 mi aos cofres do GDF, em 2019

O deputado distrital Rafael Prudente (MDB), presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, fala em gestão eficiente para explicar devolução de R$ 57 milhões aos cofres públicos.

Foto: Djalma Cordeiro

A CLDF (Câmara Legislativa do Distrito Federal) devolveu, pela terceira vez em 2019, recursos ao Executivo local perfazendo mais de R$ 57 milhões devolvidos. A primeira devolução foi de R$ 25 milhões, a segunda, R$ 10 milhões. Os valores devolvidos desafogam o governo que já confessou contar com a economia dos Poderes.

Rafael Prudente atribui a uma gestão eficiente da equipe da Câmara, incluindo a vice-presidência comandada pelo deputado Rodrigo Delmasso (Republicanos).



Este conteúdo é resultado do trabalho rigoroso e dispendioso de apuração, checagem e investigação do jornalista Claudio Campos e/ou da Agência 2CNews. Você pode republicar este conteúdo. Todas as republicações devem trazer o nome da agência (Agência 2CNews) e do autor (Claudio Campos) com destaque, na parte superior do textos.

BRB assina parceria com a Fecomércio de Tocantins

O BRB dá hoje (17) mais um importante passo em direção ao seu projeto de expansão
nacional e de fortalecimento da Instituição como Banco de desenvolvimento econômico, social e humano. O Banco assina acordo de cooperação com a Fecomércio do Tocantins e passa a estar presente em nove Estados. Além do DF, o BRB atua em Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Piauí, onde abriu um escritório de negócios, na cidade de Parnaíba, no mês passado.

A parceria com a Fecomércio do Tocantins prevê uma maior proximidade do Banco de Brasília com as empresas dos setores de comércio, serviços e turismo do Estado. O BRB vai oferecer condições especiais em produtos e serviços financeiros. O Banco também terá um escritório de negócios na nova sede da Fecomércio, em fase de construção.

Desde setembro, o BRB tem firmado parcerias com diversos setores econômicos como parte de sua estratégia de expansão nacional. A ênfase tem sido as regiões do Centro-Oeste e do Nordeste. Acordo semelhante ao que será assinado nesta segunda-feira já foi estabelecido com a Confederação Nacional do Comércio (CNC), e com a Fecomércio do DF e do Piauí.

“O planejamento estratégico do BRB em 2020 é focado na nossa expansão nacional por meio de importantes parcerias, além do lançamento, nos próximos meses, do nosso Banco Digital. O posicionamento do BRB é de transformar a Instituição, de fato, em um banco de fomento, de desenvolvimento econômico e social, com o objetivo de gerar emprego e renda e, de fato, fazer diferença na vida das pessoas”, afirma o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.

Novacap dobra o número de podas de árvore no DF

A Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) dobrou o número de podas de árvore no Distrito Federal. Em apenas uma semana, esse tipo de atendimento, por exemplo, subiu 108%. Eram executadas 120 podas por dia. Agora, passou para 250 cortes diariamente. O acréscimo se deve à terceirização do trabalho. As 12 equipes da companhia receberam o reforço de mais 25, que foram contratadas após licitação, elevando para 37 os grupos responsáveis pela manutenção da vegetação brasiliense.
Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

A tendência é que essa quantidade de serviços de podas de árvore no Distrito Federal aumente ainda mais. Isso porque nem todas as equipes do pelotão terceirizado estão em atividade. A atualização delas no trabalho é feita de forma gradual.

O diretor de Urbanização da Novacap, Sérgio Lemos, explicou que os funcionários de empresas terceirizadas escalados para o serviço precisam de um tempo para adaptação até irem a campo fazer as podas de árvores. E isso só é possível com um treinamento acompanhado de um técnico da Novacap. “Eles têm de saber, por exemplo, o tipo de região onde vão atuar e qual equipamento que vão usar: se mais parrudos ou não”, exemplificou.

Ele acrescentou que as equipes seriam distribuídas em nove lotes. Cada um compreenderia determinados grupos de cidade. São eles: Lote 1: Plano Piloto, Sudoeste, Octogonal, Cruzeiro e Setor de Indústrias e Abastecimento (SIA); Lote 2: Lago Sul, Jardim Botânico e São Sebastião; Lote 3: Paranoá, Lago Norte, Taquari, Varjão e Itapoã; Lote 4: Sobradinho, Fercal e Planaltina; Lote 5: Núcleo Bandeirante, Guará, Lúcio Costa, Candangolândia e Vicente Pires; Lote 6: Riacho Fundo e Park Way; Lote 7: Taguatinga, Samambaia, Águas Claras e Estrutural; Lote 8: Brazlândia e Ceilândia; e Lote 9: Gama, Santa Maria e Recanto das Emas.

Atualmente, cinco regiões do DF contam com o reforço. O Plano Piloto é a localidade com a maior concentração de equipes, 17. Ceilândia, Guará e Lago Sul possuem duas, cada uma. E o Núcleo Bandeirante tem mais um.
Esse grupo segue um modelo de contratação que é pautado por produtividade. Na região do Plano Piloto, por exemplo, são necessárias 16 podas por dia para que a Novacap autorize o repasse do recurso público referente ao serviço contratado.

Postos de saúde abrem em todo o país para vacinação contra sarampo

Os postos de saúde de todo o país funcionam durante todo o dia neste sábado (15), Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, que este ano tem como conceito Mais proteção para a sua família. De acordo com o Ministério da Saúde, a campanha objetiva sensibilizar os pais e responsáveis sobre os riscos de não vacinar seus filhos, pois sarampo é uma doença grave e que pode matar.

Tânia Rêgo/Agência Brasil

“É importante que as pessoas entendam as consequências de não se vacinar contra o sarampo, que é um vírus de alta transmissibilidade, podendo uma pessoa com a doença contaminar mais 18 indivíduos, e letal, principalmente em crianças. Por isso, os responsáveis devem ficar atentos e levar suas crianças para vacinar”, alertou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.
Nessa etapa, a convocação será para mais de 3 milhões de crianças e jovens na faixa etária de 5 a 19 anos de idade, que devem se vacinar até o dia 13 de março.

Mandetta destacou a importância da participação dos estados e municípios no combate à doença. “Também, nesse momento, os gestores estaduais e municipais de saúde devem unir forças para deixar o Brasil novamente livre da circulação do sarampo”.
A representante da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Brasil, Socorro Gross, disse que a união entre governo, população e profissionais de saúde é fundamental para a extinção da doença no país. “A responsabilidade da vacinação deve ser compartilhada entre o governo, os profissionais de saúde e toda a população. Todos devem trabalhar para que o Brasil se livre do sarampo, e a única maneira de nos proteger é manter as vacinas em dia”.
O ministério já enviou 3,9 milhões de doses da vacina tríplice viral para os estado, 9% a mais que o solicitado. “O quantitativo é destinado à vacinação de rotina, às ações de interrupção da transmissão do vírus e à dose extra, chamada de dose zero para todas as crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias”.

Dados da doença

Em 2019, 9% dos municípios (526) registraram 18.203 casos confirmados e 15 mortes por sarampo, sendo 14 no estado de São Paulo e uma em Pernambuco. São Paulo também registrou o maior número de casos, 16.090, 88,4% do total, em 259 municípios, seguido dos estados do Paraná, Rio de Janeiro, Pernambuco, Santa Catarina, Minas Gerais e Pará.

Atualmente, nove estados mantêm transmissão ativa do vírus do sarampo, sendo que, em 2020, cinco estados já confirmaram casos: São Paulo, com 77 casos; Rio de Janeiro, com 73; Paraná, com 27; Santa Catarina, 22, e Pernambuco, três casos.
A primeira morte por sarampo este ano foi registrada no Rio de Janeiro, anunciada na sexta-feira (14) pela Secretaria Estadual de Saúde. Link 1 Os estados do Pará, Alagoas, Minas Gerais e Rio Grande do Sul não confirmaram casos em 2020, estando em monitoramento devido aos casos ocorridos em 2019.

Sintomas

Os principais sintomas do sarampo são febre acompanhada de tosse; irritação nos olhos; nariz escorrendo ou entupido; e mal-estar intenso.
Em torno de três a cinco dias podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade.

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina.

Com informações do Ministério da Saúde