- 00:00:00

Quatro anos de mandato é muito pouco

Quatro anos de mandato me parece pouco, pois o eleito ao assumir o cargo eletivo começa imediatamente a fazer campanha para as próximas eleições. O compromisso do candidato eleito com o próximo pleito eleitoral é tão grande que ele pouco se importa com as necessidades imediatas e de longo prazo de seus eleitores e do país como um todo.


Projetos impopulares, mas muito importantes para a coletividade não são votados, pois o parlamentar teme a reação dos eleitores. Prefeitos, vereadores e administradores não agem com rigor no cuidado com o município. Temem seus eleitores.  E assim as cidades ficam desorganizadas, sujas e com áreas públicas invadidas. O que conta é agradar o cidadão que é visto por eles apenas como eleitor.

 O "politicamente correto", por mais absurdo que pareça, é sempre levado em conta, para não desagradar o dono do voto.  E assim, leis que são verdadeiras aberrações são criadas sem nenhuma cerimônia, sem nenhum escrúpulo.  Ao criarem essas leis, as autoridades estão pouco se importando com o povo. O objetivo na criação dessas leis ridículas, é agradar e calar a boca de grupos específicos que se especializaram em  fazer barulho e quebra-quebra.