- 00:00:00

Primeira vitória do Lula no STF. Os ventos podem virar a seu favor

O Supremo Tribunal Federal suspendeu nesta quarta-feira (07), por dez a um, transferência do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, da sede da Polícia Federal em Curitiba para o presídio de Tremembé, no interior de São Paulo. Isso pode ser sintoma de que os ventos estariam virando a favor de Lula e contra a Lava Jato.
Foto: Reprodução
Em decisão liminar, e tomada com muita agilidade, o Supremo interrompeu outros julgamentos para se debruçar no recurso do petista que pede sua liberdade, ou sua permanência em Curitiba. O ministro Edson Fachin, votou pela concessão da liminar garantindo a permanência de Lula na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. O ministro raramente se posiciona contra a Lava Jato em seus votos. Raquel Dodge, do Ministério Público, deu parecer favorável contra a transferência de Lula. O único ministro a votar contra foi Marco Aurélio Mello, que discordou da forma e não do conteúdo do pedido. O advogado do ex-presidente vislumbrou mudança no humor do STF. “Hoje, o STF impediu que mais uma violência jurídica fosse praticada contra o ex-presidente Lula”, disse o advogado do petista, Cristiano Zanin Martins, em coletiva de imprensa concedida no início da noite, em Brasília. “A decisão do plenário por 10 votos a 1 inegavelmente é uma decisão que tem grande expressão, grande significado”, completou.

A decisão quase unânime do plenário pode indicar uma mudança de rumo no STF em relação a Lula. Isso ocorre no momento em que diálogos vazados atribuídos ao coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, trazem à tona uma suposta ofensiva do procurador da República contra ministros da Corte.