- 00:00:00

PT fará "badernaço" em Curitiba e em Lisboa para marcar os 500 dias da prisão de Lula

O PT (Partido dos Trabalhadores) segue com seu jogo tentando convencer a opinião pública de que Luiz Inácio Lula da Silva é preso político, injustamente condenado. A Frente Brasil Popular do Paraná convocou suas organizações (partidos, movimentos populares e sindicais) e a sociedade para ato pela liberdade do ex-presidente. Preso em 7 de abril de 2018 pelo caso do tríplex do Guarujá, o petista completa,  nesta terça-feira (20), 500 dias na Superintendência da PF (Polícia Federal) em Curitiba (PR).
Foto: Divulgação/CUT
O grupo irá se concentrar às 17h00 na vigília Lula Livre, localizada no bairro Santa Cândida, em Curitiba, em frente ao prédio da PF.

A intenção da frente é fazer ações, como "panfletaços", "faixaços" e diálogos com a população, por toda a capital paranaense, em “denúncia aos 500 dias de uma prisão política”. Para a frente, o dia “não é de comemoração, mas de resistência”.

Além do ato convocado pela Frente Brasil Popular, está marcado um outro ato, organizado pelo PT, em Lisboa, na Praça Luís de Camões, às 18h00 (horário local, 14h00 no horário de Brasília).