- 00:00:00

PT vai entrar com denúncia no STF, contra Moro e PF, por conversa de presos do PCC

As divulgações de uma conversa do presidiário, Alexsandro Pereira, conhecido como Elias, com um comparsa, sobre o relacionamento do PCC com o PT, tem deixado Gleisi Hoffmann e o Partido dos Trabalhadores em situação ainda mais difícil junto à opinião pública. Este fato motivou a cúpula do PT a entrar, nesta segunda-feira (12), com uma notícia crime no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e investigadores da Polícia Federal responsáveis pela apuração da conversa do preso do Primeiro Comando da Capital (PCC).
Gleisi Hoffmann -  Foto: Divulgação
O PT afirma se tratar de uma armação “forjada” contra o partido, e que “vem no momento em que a Polícia Federal está subordinada a um ministro acuado pelas divulgações de suas condutas criminosas”.

A PF vem investigando a escuta telefônica, datada de abril deste ano, que mostra dois presos conversando pelo celular sobre a transferência de 22 membros da cúpula da facção para o sistema penitenciário federal realizada em fevereiro deste ano numa ação conjunta entre o governo de São Paulo e o Ministério da Justiça.

Íntegra da conversa, segundo a PF.
“Os caras tão no começo do mandato dos cara, você acha que os cara já começou o mandato mexendo com nois irmão. Já mexendo diretamente com a cúpula, irmão. (…) Então, se os cara começou mexendo com quem estava na linha de frente, os caras já entrou falando o quê? ‘Com nois já não tem diálogo, não, mano. Se vocês estava tendo diálogo com outros, que tava na frente, com nois já não vai ter diálogo, não’. Esse Moro aí, esse cara é um filha da puta, mano. Ele veio pra atrasar. Ele começou a atrasar quando foi pra cima do PT. Pra você ver, o PT com nois tinha diálogo. O PT tinha diálogo com nois cabuloso, mano, porque… situação que nem dá pra nois ficar conversado a caminhada aqui pelo telefone, mano".