- 00:00:00

GDF investe na reforma de calçadas em várias regiões administrativas

Segundo a Novacap, manutenção não era feita desde 2012. Previsão de custo para os reparos é de pelo menos R$ 23 milhões, provenientes do governo local e de emendas parlamentares

Para dar mais acessibilidade e mobilidade urbana à população do Distrito Federal, o governo local investe na reforma de calçadas espalhadas pelas regiões administrativas. De acordo com a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), a manutenção não era feita desde 2012. A previsão de custo para os reparos é de pelo menos R$ 23 milhões, provenientes do GDF e de emendas parlamentares.
Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília
Entre as cidades que receberam a restauração estão Mangueiral, Plano Piloto e São Sebastião. As calçadas das regiões de Águas Claras, Ceilândia Plano Piloto e Recanto das Emas estão sendo reformadas. Há previsão para que Brazlândia, Samambaia e Santa Maria também sejam contempladas com a manutenção. Nas outras cidades, as Regiões Administrativas estão colhendo informações de onde é necessário fazer a restauração para que a Novacap execute a ação.

O diretor de Urbanização da Companhia, Luciano Carvalho, alerta que é muito importante a população procurar a administração regional do local onde mora para pedir a reforma. “São eles que estão no dia a dia da cidade e sabem os pontos que precisam desse serviço”, explica. Os endereços e telefones dos órgãos podem ser acessados pelo site do GDF.

Carvalho acrescenta que em muitos lugares não existem calçadas ou elas estão em situação precária, O diretor diz ainda que a intenção do governo local é de que a reforma seja constante. “Principalmente quem utiliza o transporte coletivo precisa de qualidade para se locomover sem correr risco de se acidentar.”

Moradores
Morador da 206 Norte, o corretor Anderson Leôncio destacou que a obra foi concluída rapidamente e o visual impactou quem frequenta o local. “Ficou bem melhor porque estava tudo quebrado. Para caminhar estava uma sujeira e bem desnivelado. A obra terminou numa velocidade bacana. Eu costumo caminhar com meu cachorro aqui de manhã ou à noite e facilitou bastante a movimentação interna na quadra”, aponta.

“Esteticamente ficou muito bom. Isso faz diferença. Todos que conhecem a quadra batem o olho e na hora reparam que o piso foi trocado. Agora dá até para correr”, acrescenta.

Com informações da Agência Brasília.