- 00:00:00

Obras fazem crescer comércio de Vicente Pires

Mais de 1 mil estabelecimentos foram abertos este ano na cidade. E há mais 812 microempresas e lojas com processos deferidos

O país sofre com a economia em ritmo de crescimento lento, mas há pequenas ilhas de desenvolvimento. A região administrativa de Vicente Pires, criada oficialmente em 2009, registrou a abertura de 1.088 estabelecimentos comerciais neste ano. Coincidentemente, a maioria abriu as portas no segundo semestre de 2019, quando as obras de infraestrutura na região estavam a todo vapor – e com 70% de conclusão. O levantamento foi realizado pela administração regional da cidade.

Foto: Acácio Pinheiro/Agência

E só não foi maior o crescimento nesse setor neste ano porque algumas empresas tiveram o alvará negado devido a algum problema de documentação. É provável que o comércio, principalmente, seja turbinado com mais novas 812 lojas – que tiveram o processo deferido, mas que ainda não estão funcionando.

Esse fenômeno é comemorado pelo presidente da Associação dos Micro e Pequenos Empresários de Vicente Pires (Amipe), Sensei José Luciano. Dono de uma academia na Rua 5, ele atribui a quantidade de empresas abertas nos últimos 12 meses à transparência da “nova” Administração Regional.

“Na gestão anterior, parecia que era um grande favor que a administração fazia ao conceder um alvará. Levava-se até três meses para se abrir um estabelecimento. Nessa gestão, esse tempo foi reduzido para um mês”, compara.

Para Luciano, a injeção no setor se deve também a dois fatores: desburocratização e a conclusão das obras. “Eu consegui meu alvará em tempo recorde. Se, em sete meses, eles fizeram 70%, vamos entrar o ano com 100% pronto. Isso (infraestrutura) é um atrativo para quem quer investir na cidade”, ressalta.

O administrador de Vicente Pires, Daniel de Castro, corrobora com a opinião de Luciano. Para ele, as obras de asfaltamento e instalação de galerias e águas pluviais trouxeram mais comodidade para os clientes. “O aumento da demanda de abertura de empresa tem a ver, sim, com a conclusão das obras”.

Vicente Pires tem aproximadamente três mil estabelecimentos comerciais. A vocação comercial da cidade é de pequena e microempresas. “Desse total de 1.088 (de novas empresas/lojas comerciais abertas), a maioria é micro e pequena (empresas)”, afirma Luciano.

Luciano Moreira foi um dos últimos empresários a inaugurarem loja na cidade. Semana passada, ele abriu uma drogaria na Rua 5. Ele já possui outra farmácia na Rua 4. A nova loja abriu 40 postos de emprego.

“Tivemos boa aceitação pelos moradores de Vicente Pires. Por isso, quis dar uma loja com a cara da Vicente pires: inovadora. E com um conceito diferenciado de drogaria a preço de atacado”, explicou.