- 00:00:00

Novacap dobra o número de podas de árvore no DF

A Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) dobrou o número de podas de árvore no Distrito Federal. Em apenas uma semana, esse tipo de atendimento, por exemplo, subiu 108%. Eram executadas 120 podas por dia. Agora, passou para 250 cortes diariamente. O acréscimo se deve à terceirização do trabalho. As 12 equipes da companhia receberam o reforço de mais 25, que foram contratadas após licitação, elevando para 37 os grupos responsáveis pela manutenção da vegetação brasiliense.
Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

A tendência é que essa quantidade de serviços de podas de árvore no Distrito Federal aumente ainda mais. Isso porque nem todas as equipes do pelotão terceirizado estão em atividade. A atualização delas no trabalho é feita de forma gradual.

O diretor de Urbanização da Novacap, Sérgio Lemos, explicou que os funcionários de empresas terceirizadas escalados para o serviço precisam de um tempo para adaptação até irem a campo fazer as podas de árvores. E isso só é possível com um treinamento acompanhado de um técnico da Novacap. “Eles têm de saber, por exemplo, o tipo de região onde vão atuar e qual equipamento que vão usar: se mais parrudos ou não”, exemplificou.

Ele acrescentou que as equipes seriam distribuídas em nove lotes. Cada um compreenderia determinados grupos de cidade. São eles: Lote 1: Plano Piloto, Sudoeste, Octogonal, Cruzeiro e Setor de Indústrias e Abastecimento (SIA); Lote 2: Lago Sul, Jardim Botânico e São Sebastião; Lote 3: Paranoá, Lago Norte, Taquari, Varjão e Itapoã; Lote 4: Sobradinho, Fercal e Planaltina; Lote 5: Núcleo Bandeirante, Guará, Lúcio Costa, Candangolândia e Vicente Pires; Lote 6: Riacho Fundo e Park Way; Lote 7: Taguatinga, Samambaia, Águas Claras e Estrutural; Lote 8: Brazlândia e Ceilândia; e Lote 9: Gama, Santa Maria e Recanto das Emas.

Atualmente, cinco regiões do DF contam com o reforço. O Plano Piloto é a localidade com a maior concentração de equipes, 17. Ceilândia, Guará e Lago Sul possuem duas, cada uma. E o Núcleo Bandeirante tem mais um.
Esse grupo segue um modelo de contratação que é pautado por produtividade. Na região do Plano Piloto, por exemplo, são necessárias 16 podas por dia para que a Novacap autorize o repasse do recurso público referente ao serviço contratado.