- 00:00:00

Abertas as primeiras instalações de teste rápido para o coronavírus

Teve início nesta terça-feira (21) a testagem gratuita para coronavírus (Covid-19) na população do Distrito Federal, por meio do serviço de drive thru. Pela manhã, o governador Ibaneis Rocha acompanhou os exames em dois locais de atendimento no estádio Mané Garrincha e no Parque da Cidade. Ele aproveitou para conversar com a população sobre as medidas adotadas no combate à pandemia e verificar o andamento do serviço.

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

“Vamos começar com esses 100 mil testes, que representam em torno de 5% da população do DF”, disse. “Até o final de maio, queremos fazer aproximadamente 450 mil testes, o que significa mais de 15% da população do DF examinada. Teste em massa não é testar todo mundo, e sim testar um grande número de pessoas para termos cada vez mais segurança nas medidas que vamos tomar.”

A modalidade adotada pelo GDF tem como objetivo evitar aglomerações e, consequentemente, reduzir a transmissão do coronavírus. Entenda, abaixo, como é feito o teste, quem deve fazê-lo e onde realizá-lo.

A testagem

Todas as pessoas que forem aos locais de atendimento serão cadastradas na entrada do drive thru e passarão por triagem de temperatura, por meio de câmera térmica, feita pelo Corpo de Bombeiros. Aqueles que não apresentarem sintomas não farão a testagem.

O atendimento é feito por ordem de chegada, dentro do veículo, sendo proibido descer sem orientação da equipe de saúde. Também é recomendado que a população utilize máscaras faciais desde a saída de suas residências, e que cada carro tenha, no máximo, quatro pessoas.